23.7.15

A moda na arte


Olá pessoal, aqui estou eu para mais um post do projeto e vamos começar logo, pois o tema me chamou muita atenção, espero que a de vocês também! 
  Moda é arte? Para saber se moda é arte, é preciso conhecer a definição do que é A Arte: A arte é uma forma do ser humano expressar suas emoções, sua cultura, sua história através de valores estéticos, como beleza, harmonia, equilíbrio. Podendo ser representada de várias formas, sendo elas a música, esculturas, pintura,  cinema, dança, entre outras. E assim que vemos essa definição, logo pensamos que moda, realmente, é arte, mas não é tão simples assim.
 E o que é moda? Moda é um sistema que acompanha o vestuário e o tempo, que integra o simples uso das roupas no dia-a-dia a um contexto maior, político, social, sociológico.
Embora os estilistas usem artístas de nome e renome para inspirar as suas criações, a moda não feita diretamente com intenções artísticas.  Elas está de mãos dadas com  mundo, envolvendo tudo, ligada com a fotografia, com o cinema, com a música, expressando a postura e as idéias de uma época

Agora que já sabemos o suficiente por hoje, vamos falar sobre 3 obras que conseguiram representar muito bem e ajunção de moda e arte, porque para mim, moda é arte sim! E eu vou comentar o que acho deles, ok? Vamos lá!!!
 MATISSE + SAINT-LAURENT: O estilista que mais prestou homenagens às artes plásticas certamente foi Yves Saint-Laurent. Estes vestidos são estampados com formas e coloridos típicos da obra de Henri Matisse. Os quadros La gerbe e L’escargot, ambos de 1953, estão aqui para provar.  Eu gostei bastante desses vestidos, pois eles me trazem algo bom, inspirador até. O estilo das roupas em si, mostra que é um pouco antigo, mas é elegante e bonito, mesmo não gostando do tamanho dos laços, achei que ficou lindo!
 PICASSO + SAINT-LAURENT: Pablo Picasso pintou diversos arlequins ao longo da carreira, que depois inspiraramYves Saint-Laurent a criar várias peças de destaque em suas coleções. Então, essas peças são já foram consideradas muito bonitas décadas atrás, mas, hoje em dia, difícilmente alguém iria usá-las, as pinturas são belíssimas, mas só usaria a peça da ponta direita, pois está elegante e pouco exagerada em relação com as outras.  

 ROTHKO + GALLIANO: Por ocasião dos 60 anos da Dior, em 2007, John Galliano criou uma coleção inteira baseada em seus pintores favoritos. Este vestido, por exemplo, remete ao quadro White center, de Mark Rothko, pintado em 1950. Gente, eu amei esse vestido, achei o mais bonito de todos, mas não gostei muito dos detalhes em preto.

E é isso pessoal, comentem ai em baixo qual dos 3 vocês mais gostaram, um beijo e até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário